Publicações orientam artistas a empreender com sucesso

SebraeAtualmente, existem mais de 90 mil pequenos negócios formalizados na indústria da música brasileira. As oportunidades estão distribuídas em 14 atividades econômicas, incluindo os segmentos fonográficos, de direitos autorais e do show business. No entanto, ainda é comum encontrar muita informalidade e artistas que não conseguem sobreviver dessa atividade, mesmo com a revolução tecnológica que ampliou as possibilidades de divulgação em diversas plataformas, com a derrubada das limitações geográficas e mercadológicas.

Para orientar esses potenciais empreendedores, o Sebrae lançou duas publicações durante a Semana Internacional da Música (SIM), que aconteceu em São Paulo, entre os dias 2 e 5 de dezembro. O guia Música Tocando Negócios e o Estudo de Inteligência do Mercado de Música já estão disponíveis, de forma gratuita, no site da instituição.

“O Brasil é um dos maiores produtores de criatividade do mundo e a música é sem dúvida o segmento mais consumido e admirado. No entanto, ainda há um longo caminho a ser percorrido para que alcancemos o patamar de países como Reino Unido, França e Estados Unidos, no que se refere à sustentabilidade dos negócios do setor”, afirma o gerente de Serviços do Sebrae Nacional, André Spínola. “Por isso, nossa intenção é orientar o artista para que ele possa exercer seu talento e ter, ao mesmo tempo, uma visão empreendedora, organizada e com perspectivas de investimentos futuros”.Sebrae1

A primeira publicação foi realizada em parceria com o jornalista Leonardo Salazar, autor do livro Música Ltda., que foi relançado no evento. Nela, o especialista disponibiliza desde informações sobre o negócio da música no Brasil, como números, tabelas e gráficos, até temas como gestão da carreira musical, modelos de negócios, comportamento empreendedor, processo de abertura de uma empresa, marketing aplicado ao segmento, controle financeiro e fontes alternativas de financiamento. Um pequeno glossário esclarece ainda os principais termos técnicos relacionados com a indústria da música.

Já o estudo oferece um panorama abrangente sobre a cadeia produtiva da música no país, identificando os impactos sofridos pelos avanços tecnológicos e como eles podem se tornar oportunidades para a criação de novos modelos de negócio, de competitividade e de consumo. Dentre as informações contidas no material estão a legislação que rege as atividades, as linhas de financiamento, iniciativas colaborativas, lista de entidades e associações, principais eventos do segmento no Brasil e no exterior e até mesmo as principais mídias nacionais e formadores de opinião.

Sobre a SIM

Inspirada em eventos internacionais como SXSW, Womex, Midem, CWM e MaMA, a Semana Internacional de Música de São Paulo chegou à terceira edição como uma das principais convenções de música da América Latina. O evento promove a discussão de novas ideias e conceitos que estão transformando esse mercado.

Por: Luciana Barbo

Fonte: Agência Sebrae de Notícias