Apenas cinquenta artesãos poderão vender seus produtos na Av. Paulista

Artesãos na Av. Paulista - Foto: TripAdvisor

Artesãos na Av. Paulista – Foto: TripAdvisor

De agora em diante, somente cinquenta artesãos estão autorizados a expor e comercializar seus produtos na Avenida Paulista, em São Paulo. Com a promulgação da Lei dos Artistas de Rua, os artesãos paulistanos formam uma categoria regulamentada pela SUTACO, Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. O comércio é autorizado para ambulantes que produzem seus próprios artigos, a única exigência para alguém se instalar na avenida é portar a carteira da SUTACO. A retirada do documento é realizada após um teste, no qual o interessado produz algum artigo com as próprias mãos, diante de um corpo técnico do órgão.

Devido o grande número de ambulantes, a Subprefeitura da Sé, responsável pela região, resolveu organizar a situação criando uma portaria que limita o número de pontos na via a cinquenta, distribuídos em locais fixos. Os espaços não têm dono: quem chegar primeiro utiliza o local. Se o quarteirão já estiver com a capacidade esgotada, é preciso desmontar a banquinha e ir para outro ponto.

Artesãos no vão do MASP - Foto: Divulgação

Artesãos no vão livre do MASP – Foto: Divulgação

A Subprefeitura vai pintar os números de 01 a 50 nas guias, canteiros e nas calçadas para indicar os locais em ambos os sentidos da avenida onde é permitida a comercialização de artesanato, também será obrigatório o uso de tripés desmontáveis de 1,50 metro de largura por 0,70m de comprimento.

Para garantir o cumprimento da lei, a administração municipal garante que seis funcionários da Subprefeitura da Sé, acompanhados por agentes da Polícia Militar ou da Guarda Civil Metropolitana fará uma fiscalização na Avenida Paulista até três vezes por semana. Entre as ações do grupo está a apreensão da mercadoria dos comerciantes que se encontrem fora do ponto ou não possuam a carteira de identificação.

Segundo os artesãos, a Avenida Paulista é o melhor ponto para vendas em toda a América Latina. E o boca a boca tem atraído cada vez mais latino-americanos e brasileiros de outros estados.

Da Redação
Fonte: Secom/SP