Preço final da pizza varia conforme tendências da gastronomia

Apreciar um bom pedaço de pizza é bastante agradável para praticamente qualquer pessoa.

E o sabor pode ficar melhor ainda se o preço dela for bastante acessível. Mas tem quem não leve isso em consideração ao escolher uma boa pizza. E opções são o que não faltam para quem quer escolher o que comer ao sair de casa.

Para se ter uma noção de como um simples prato pode ter diferentes preços, um levantamento feito pelo portal de delivery HelloFood, a pedido do G1, apontou que em 2014 o valor da pizza no Brasil variou de R$ 18 a R$ 164. A mesma pesquisa apontou os preços médios do sabor mussarela – uma das mais baratas – em dez capitais brasileiras.

Em Recife, o valor médio foi de apenas R$ 21,98. Na capital mineira, Belo Horizonte, o preço chegou a R$ 27,83 e passou a custar R$ 29,95 em São Paulo. O preço médio mais caro foi registrado em Maceió, onde a pizza de mussarela chega a R$ 36,46.

Ao todo, 1,4 mil estabelecimentos credenciados no serviço de delivery participaram do levantamento. E esses dados configuram apenas uma parte de uma realidade nova no movimento das pizzarias: o processo de gourmetização do segmento.

Cada vez mais, empresários do ramo estão investindo em novos modelos de pizzas que possam atrair um consumidor mais exigente, que busca um produto final diferenciado do que já é oferecido no mercado.

Em uma pizzaria de Poços de Caldas (MG), a opção mais cara é a que leva o nome de Speciale. Dentre os ingredientes estão molho, queijo mussarela, tomate seco, rúcula, presunto parma e mussarela de búfala. Segundo o gerente da casa, Alexandre Jessé, o preço alto é devido a qualidade do produto.

“A gente usa ingredientes de primeira. Não usamos nada de segunda. Tem o ambiente da pizzaria que é aconchegante e por ser referência na cidade a gente acaba tendo um preço mais elevado”, explica.

Apesar do preço, ele garante que há demanda pelas opções. “Tem muita procura. É o pessoal que quer comer alguma coisa diferenciada”, conclui.

 

 

Da Redação
Fonte: Portal AZ