Australianos desenvolvem tinta capaz de gerar energia limpa

O Real Instituto de Tecnologias de Melbourne , na Austrália, desenvolveram uma tinta capaz de gerar energia limpa. A novidade combina óxido de titânio (existente já em tintas comuns) como um novo composto, o sulfeto de molibdenio sintético. Este atua como o gel de sílica, cuja função é absorver a umidade.

De acordo com os pesquisadores RITM, O sulfeto de molibdenio sintético absorve energia solar, assim como a umidade do ar, atuando como um semicondutor e catalisando a divisão de átomos de água em oxigênio e hidrogênio, recolhendo o hidrogênio para células de combustível ou para dar energia a um veículo.

Esta solução será indicada para cobrir áreas que não possuam luz solar suficiente para justificar a colocação de painéis solares, maximizando a capacidade de uma propriedade gerar energia limpa. Qualquer superfície pode ser pintada, permitindo assim que uma vedação, um portão, um alpendre, ou outro local possa produzir energia.

 

Da Redação
Fonte: Agência Ambiente Energia